Reunião do CSTM aprova recomposição tarifária e Anel A passa para R$ 3,45
28.02.2019

O Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) aprovou, em reunião na manhã desta quinta-feira (28), a proposta de recomposição tarifária apresentada pelo Grande Recife Consórcio de Transportes. O reajuste no valor de 7,07% está abaixo da inflação acumulada nos últimos 24 meses (7,12%) e coloca a Região Metropolitana em segundo lugar no ranking de tarifas mais baratas do país entre as cidades que já promoveram o reajuste e em quarto lugar entre as tarifas vigentes.

A reunião do CSTM teve início com a discussão das propostas de recomposição apresentadas pela Urbana-PE, pelo Grande Recife e pela sociedade civil. A Urbana-PE sugeriu um reajuste de 16,18% nas tarifas, enquanto representantes da sociedade civil pediam 0% de aumento no valor das passagens. O estudo tarifário apresentado pelo Consórcio levou em consideração o aumento nos itens da planilha que impactaram na sua proposta de recomposição, como o aumento do óleo diesel (8,39%), o acordo coletivo da categoria (7,07%) e o custo do veículo-padrão (5,51%).

“Só foi possível chegar a este percentual de 7,07% graças ao esforço do Governo de Pernambuco em subsidiar alguns itens da planilha tarifária como os custos com concessão, gestão, fiscalização, terminais integrados, estações de BRT, linhas alimentadoras, passe livre estudantil e ICMS do óleo diesel e dos ônibus novos. No total, é um aporte de R$ 253,5 milhões que faz com que repassemos para o usuário o menor reajuste possível”, comentou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Bruto.

De acordo com o presidente do Grande Recife, Erivaldo Coutinho, sem o subsídio do Governo do Estado o percentual de reajuste da tarifa seria superior aos 20%. “A nossa proposta garante ainda a renovação de 655 veículos da frota que estão com a vida útil acima da idade estabelecida e a extinção do Anel D que é aplicado em três linhas. Com isso, elas passarão a operar com o Anel A que já é usado por mais de 85% da população da Região Metropolitana”, disse o gestor.

Com o reajuste, o Anel A passará de R$ 3,20 para R$ 3,45; o B, de R$ 4,40 para R$ 4,70; e o G, de R$ 2,10 para R$ 2,25. É importante destacar que estes valores estão arrendados, mas precisam ser validados pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Delegados de Pernambuco (Arpe) e passarão a valer a partir da 0h deste sábado (03/03).

Confira, abaixo, a tabela com o valor da tarifas em outras cidades brasileiras:

CAPITAL

VALOR

Porto Alegre

R$ 4,70

Curitiba

R$ 4,50

Belo Horizonte

R$ 4,50

Florianópolis

R$ 4,40

São Paulo

R$ 4,30

Cuiabá

R$ 4,10

Rio de Janeiro

R$ 4,05

Aracajú

R$ 4,00

Goiânia

R$ 4,00

Rio Branco

R$ 4,00

Campo Grande

R$ 3,95

João Pessoa

R$ 3,95

Teresina

R$ 3,85

Manaus

R$ 3,80

Porto Velho

R$ 3,80

Palmas

R$ 3,75

Vitória

R$ 3,75

Salvador

R$ 3,70

Maceió

R$ 3,65

Natal

R$ 3,65

Boa Vista

R$ 3,60

Fortaleza

R$ 3,60

Brasília

R$ 3,50

São Luiz

R$ 3,40

Belém

R$ 3,30

Macapá

R$ 3,25

Recife

R$ 3,20

 

*capitais marcadas em verde já tiveram o reajuste

**Recife é a capital mais barata entre as vigentes

***Recife será a segunda mais barata entre as reajustadas

****Recife será a quarta entre as vigentes

 

CAPITAL

VALOR

1.       Macapá (AP)

R$ 3,25*

2.       Belém (PA)

R$ 3,30*

3.       São Luís (MA)

 R$ 3,40 (reajuste de 9,67%)**

4.       Recife (PE)

R$ 3,45 (reajuste de 7,07%)**

5.       Brasília (DF)

R$ 3,50*

6.       Boa Vista (RR)

R$ 3,60*

Fortaleza (CE)

  R$ 3,60 (reajuste de 5,88%)**

             Teresina (PI)

R$ 3,60*

7.       Maceió (AL)

R$ 3,65*

Natal (RN)

R$ 3,65*

8.       Salvador

R$ 3,70*

9.       Palmas (TO)

R$ 3,75*

Vitória (ES)

R$ 3,75 (reajuste de 11,94%)**

10.    Porto Velho (RO)

R$ 3,80*

             Manaus (AM)

R$ 3,80*

11.    Rio de Janeiro (RJ)

R$ 3,95*

Campo Grande (MS)

R$ 3,95*

João Pessoa (PB)

R$ 3,95 (reajuste de 11,26%)**

12.    Rio Branco (AC)

R$ 4,00*

             Aracaju (SE)

R$ 4,00*

             Goiânia (GO)

R$ 4,00*

13.    Cuiabá (MT)

R$ 4,10 (reajuste de 6,70%)**

14.    Curitiba (PR)

R$ 4,25*

                    São Paulo (SP)

R$ 4,25 (reajuste de 6,25%)**

15.    Porto Alegre

R$ 4,30*

16.    Florianópolis

R$ 4,40 (reajuste de 4,70%)**

17.    Belo Horizonte (MG)

R$ 4,50*

 

*cidades que ainda não realizaram o reajuste tarifário

 

**cidades que já realizaram o reajuste tarifário


 Foto / Crédito: Seduh / Thiago Neuenschwander

Voltar